“É Quase Verdade” Termina Montagem

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

É Quase Verdade, a primeira produção-solo da Sincronia – depois de duas coproduções, O Homem Que… e Estátuas Vivas, e o terceiro trabalho em curta-metragem dirigido por Emanuel Mendes, terminou a montagem essa semana. Com quase meia hora de duração, quando o formato normalmente adotado é de 15 minutos, o primeiro corte feito por Mendes e Francisco Costabile chegou a bater nos 50 minutos. “Até brinquei com o Manel que era só ele voltar pra rua, captar mais algumas imagens e, bingo!, nós tínhamos um longa”, diz Costabile, que editou o trabalho junto do diretor em um período de quatro meses.

“Mas o mais importante é que ficou exatamente como o Emanuel queria”, diz a produtora Bianka Saccoman. “Às vezes ele pode ser teimoso – como quando o Chico sugeriu fazer uma versão entre 15 e 17 minutos, mais festival friendly, para facilitar as coisas -, e ainda assim ele bateu o pé e quis finalizar com esse corte de quase trinta minutos. É provável que teremos problemas com festivais, que não vão aceitar o filme, mas o principal era manter essa visão original, que sempre foi algo que os meninos (Mendes e Costabile) priorizaram em seus trabalhos, e até nos dos outros que invariavelmente eles se envolvem”, diz Bianka.

“Foi um processo bom demais”, diz o diretor Emanuel Mendes, um mineiro nascido no interior do estado que não esconde algumas expressões e tiques do delicioso sotaque da terra de Guimarães Rosa. “Se eu pudesse, ficaria com todas as versões que o Chico e eu montamos”, completa o diretor. “Mas era preciso fixar um limite, respeitar o tempo do filme”, diz Costabile. “Muita coisa ficou de fora, muita improvisação, muitas cenas engraçadas e/ou trágico-cômicas, com o Pedro, os outros atores. Há depoimentos do Guilherme (de Almeida Prado, cineasta de títulos como A Dama do Cine Shanghai, A Hora Mágica e Onde Andará Dulce Veiga?, e amigo de Mendes de longa data) que estavam muito bons, mas, de novo, fomos obrigados a cortar”, completa Costabile.

Próximas etapas? Som e trilha sonora. Que ficarão a cargo de Mauricio Esposito e Marcel Soares, respectivamente. Ainda há muito a se fazer, mas é provável que o filme fique pronto no final de 2013 ou início de 2014 – pra já poder correr os festivais, mostras e estreias.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.